Type to search

EU QUERO E VOU PASSAR! MAS COMO ME ORGANIZO PRA ISSO?

1ª Fase Dicas de Estudo Estratégia Motivação

EU QUERO E VOU PASSAR! MAS COMO ME ORGANIZO PRA ISSO?

Fala pessoal!

Fico muito feliz em encontrar em nosso blog diversos internautas de todo o Brasil. Alguns, tenho a honra de conhecer em razão das aulas, palestras e cursos. Outros, nos “conhecemos” pelas redes sociais, pela ansiedade compartilhada às vésperas de provas etc.

Pois bem. Venho hoje compartilhar certa experiência adquirida ao longo destes anos com relação ao Exame de Ordem, de modo especial, quanto a preparação que considero mais eficiente. Justamente por ser este o grande e reiterado questionamento em diversas ocasiões.

Claro que não quero aqui estancar todo o assunto (impossível!), mas apenas trazer algumas dicas.

Tenho a oportunidade de, vez ou outra, ter um contato direto com os alunos de primeiro ano. Nesta ocasião é perceptível o verdadeiro medo que se impera quando o assunto é o Exame de Ordem.

padrão

Começa pelo terrorismo feito pelos “quarto e quintoanistas”, que em alguns casos, se enclausuram nas bibliotecas, ficam carecas, engordam, criam espinhas, babam sobre o vademecum, tornam-se verdadeiros exemplos do que é ser um bicho das cavernas. Brincadeira rs.

Vejam minha gente, passar no Exame de Ordem não é algo que custará sua vida. Mas não passar, e verdadeiramente desmotivar-se de tudo… poderá custar bem caro.

Não estou sendo exagerado. A máxima de que “o dinheiro não compra felicidade” é plenamente verdadeira. No entanto, não é de se afastar que, cuidando- das demais áreas de maior importância (esposa, filhos, amigos, a própria moral, a consciência, a religião, o amor próprio, não necessariamente nesta ordem – a depender da prioridade de cada um) o dinheiro PROPORCIONA situações onde é possível desfrutar de felicidade (e não comprá-la).

Óbvio que é possível ser feliz no subúrbio de uma cidade. Mas também é possível ser feliz em frente ao mar, sob a sombra delineada de um coqueiro, o refresco de uma água de côco gelada e a imagem de sua mulher sorridente, seus filhos rolando na areia e você preocupado se fica mais 10 ou 15 dias na praia, afinal, já possuem uma viagem marcada para os Alpes franceses (risos). Ser feliz neste último contexto, parece ser um tantinho melhor, sem qualquer demérito ao primeiro.

familia-na-praia

Aos revoltados com a vida, antes que comecem a falar que é “tudo culpa do capitalismo” ou de quem quer que seja, ou mesmo que comece a “abobrinhar” (a arte de falar abobrinhas), veja: A intenção aqui é mostrar que não há motivos para deixar de colocar o sucesso/realização profissional/financeiro – se este for o seu – em um patamar de objetivo a ser atingido.

abobrinha

Ou seja. É preciso dinheiro pra ser feliz? Claro que não. Mas se é possível alcançá-lo através do sucesso profissional (sempre, absolutamente SEMPRE, através de meios lícitos, principalmente os que demandam um esforço considerável, de forma que o sucesso seja revestido de mérito e conquista), que busquemos a felicidade neste contexto melhor. Concordam?

“Ah, e se eu prefiro uma vida mais simples?”. Filhinho, aí você continua na sua perspectiva. Não há erro. Não há regras. Não estou dizendo o que é certo ou errado, mas quero motivá-los a buscar o MELHOR pra você, ok?

Afunilando nosso papo aos colegas e futuros colegas que optaram pela árdua mais gratificante carreira do direito

Se você também sofre de graves problemas de juízo, e assim como eu, optou pelo DIREITO na hora do vestibular. Seja bem vindo!

bettercallsaul

Optamos por um carreira nobre, muito embora diversas pesquisas (daqueles centros de pesquisas que não tem mais o que fazer) apontam se tratar da profissão mais “enlouquecedora” que temos no mercado.

A partir do Direito temos à nosso dispor um amplo leque de opções. Se você já pensa em concursos públicos (carreiras jurídicas – Magistratura/ Ministério Público/ Defensoria Pública/ Advocacia Pública etc.) ou mesmo tem a convicção de que seguirá a advocacia, este leque passa por um prévio estreito que é a necessária aprovação no Exame de Ordem.

E aí voltamos ao que disse no início ao mencionar o pânico gerado nos pobres calouros do curso de Direito. Afinal de contas é impossível passar no Exame de Ordem?

Claro que não!

Sempre quando sou questionado elenco um breve roteiro do que considero essencial para a aprovação. Um roteiro que pode ser facilmente “encorpado” quando o leitor/ouvinte esteja mais disposto a ouvir. No entanto, tentarei ser breve aqui:

DEFINIR O OBJETIVO, BUSCAR UM MÉTODO E ENCHER O PEITO

Um primeiro passo, antes de qualquer coisa, é definir o objetivo. Quero passar no Exame? Ridícula a pergunta? NÃO! Quanto ainda permanecem cursando uma faculdade sem saber o motivo que o leva a tanto. Verdadeira “inércia acadêmica”. Diga a você mesmo se quer ou não. Se a resposta for afirmativa, por favor… continue lendo.

Vejam, minha gente, passar no Exame de Ordem é muito mais do que poder advogar! Esta aprovação pode ser um considerável impulso/incentivo para continuar prestando concursos e exames. Ser um concurseiro obstinado a alcançar um sonho. A aprovação é o encerramento de um ciclo. Um encerramento parcial, digamos assim, pois coloca uma estaca, um marco, como a conclusão de um período intenso de academia (no sentido de acadêmico, faculdade).

Se estamos juntos neste pensamento, ou seja, temos um sonho, definimos nosso objetivo (advocacia, concurso público etc), agora precisamos encontrar um meio de chegar, de alcançar.

Nos tempos de estágio, durante os últimos semestres de faculdade, recordo-me de uma mensagem recorrente em todo o judiciário de São Paulo que dizia mais ou menos assim “Só há vento favorável para quem saber aonde quer chegar”. Pura verdade!

Quanto aos métodos: A internet é farta em indicar métodos de estudo e preparação (exames de ordem e concursos públicos). Mas cuidado, muito cuidado. Recomendo buscar os clássicos! Uma dica muito interessante é a obra de William Douglas COMO PASSAR EM PROVAS E CONCURSOS. Motivacional, profundo, próximo e com uma propriedade sem igual acerca do assunto. Este respeitadíssimo autor ainda disponibiliza ao público a versão em audiobook desta obra. Por diversas vezes eu quase me vi conversando com ele. Quando vejo William Douglas na Televisão ou mesmo internet, meu subconsciente chega a aguardar que me cumprimente (risos) afinal, somos amigos de longa data, desde a primeira leitura de sua obra.

Separe o material (livros de qualidade, por favor!), reserve o local sagrado onde passará horas estudando. Converse com seus familiares a respeito do seu objetivo (isso será indispensável e fundamental, pois são quem “segurarão” as pontas e te auxiliarão em toda caminhada). Sempre brinco com meus alunos que cheguei à minha esposa e disse: “Amor, quer que tenhamos férias remuneradas de 60 dias por ano? Quer viajar, fazer compras e ter em mente certa tranquilidade de estabilidade até o fim de nossas vidas?” Claro que respondeu afirmativamente sem titubear. Afinal, quem não quer? Neste passo, respondia avidamente “Então me ajude a estudar. Precisamos passar no Concurso”.

O mesmo serve pra você que se prepara par ao Exame de Ordem. Converse com quem divide de forma concreta sua história. É uma aprovação conjunta. Tudo o que tenho hoje (e terei, tenho certeza – pois sou perseverante e tenho fé no que busco) será graças ao meu empenho e dedicação e graças à minha esposa e filha, que me ajudam, que me auxiliam e amparam. Meu povo, não é fácil.

E é por isso que o guru, William Douglas, nos motiva com seus dizeres religiosos, verdadeiras lições de homens bons e de Deus. Tenham por certo que naquela hora em que a disposição já é algo que não se sabe o que é, quando tudo parece estar perdido, quando seu edital não sai, é na família e em Deus (ou em quem você acredita) que lhe dará aquela força inexplicável. Tenham isso por certo. Não há como se segurar em “nada” quando se está em queda. Tenham estes “braços fortes” ao seu lado!

Se você for aquele “revoltado com a a vida” que insistiu continuar lendo este post, não… eu não me perdi neste tópico, mas sim fiz esta necessária reflexão mesmo.

Quem quiser algumas dicas de como organizar seu espaço de estudos ou algumas indicações relativas ao método, me mande uma mensagem pelo facebook 

Especificamente quanto aos métodos, existem vários e não há um único que seja definitivamente o certo e ideal para todos. Mas existem os que são verdadeiros fracassos, e  normalmente se resumem onde existe descomprometimento, descrença e falta de compromisso.

O que sempre aconselho aos meus alunos são baseados em 6 pontos importantes: Conhecer, Aprender, Revisar, Aplicar, Corrigir e Revisar (eu sei que está repetindo, não seja ansioso(a)!).

Conhecer: Pressupomos que não somos detentores de todo o conhecimento do mundo, sequer de toda a área jurídica (compreenda aqui leis, doutrina, jurisprudência etc). Portanto, é preciso conhecer. A nós mesmos, ao edital (seja para o Exame de Ordem ou Concurso) e as matérias.

Aliás, ler o edital é importantíssimo! Não há como jogar bem um jogo sem dominar suas regras. Tenha o edital ao seu fácil alcance. Conheça o que é cobrado, o que pode cair e ser exigido.

Aprender: Após conhecer o cenário, as regras do jogo. É preciso aprender. Não basta saber que cairá acerca da Competência Legislativa da União, é preciso saber como se dá, se há limitações, possibilidade de delegação, etc etc etc. Aprender tem relação com seus estudos. Compreender efetivamente a matéria através da leitura de doutrina/aulas transcritas/sinopses, lei seca, jurisprudência, questões comentadas.

Revisar: Inegável que os candidatos estão sujeitos a uma carga faraônica de matérias e assuntos a serem lidos. Se você considerar que para cada tema existe um “bendito” que cria a famosa “outra corrente de posicionamento”, dá até vontade de chorar! E as leis extravagantes que não param de ser sancionadas? “SERÁ IMPOSSÍVEL!!!” Impossível, meus amigos, é ficar parado ou desistir diante da dificuldade.

E como fazer para assimilar tudo?! REVISAR! A Revisão é o que nos faz praticamente “decorar” o assunto. Muito embora haja, inclusive, este método de estudo (decorar os textos), pelo menos pra mim é impraticável. Mas, de certa forma, venho treinando minha memória com comprometidos exercícios de REVISAR a matéria que estudei. Tenham por certo, também, que a partir da 2ª revisada o assunto já estará fixado na sua memória.

Clique na imagem e conheça mais este grande livro!

Aplicar e Corrigir: Realizados os estudos, procedidos de responsáveis revisões, é hora de colocar em prática. É necessário o jogo, mas indispensável o treino! Aplicar, aqui, tem o sentido de treino. E nada melhor para treinar do que verdadeira simulação da realidade. Para isso, refaça as provas. É possível encontrá-las no site da organizadora, atualmente FGV, ou mesmo em site de cursos preparatórios. Sempre recomendo a aquisição das obras da EDITORA FOCO. Além de, sem dúvida alguma, ser a editora TOP do mercado deste segmento (e consequentemente de indiscutível qualidade) os professores (Também os de maior renome) comentam questão a questão. Cada alternativa. Isso ajuda demais o aluno que se prepara. Seja porque é possível revisar pontos específicos no próprio treino como também entender os motivos que levam a considerar alternativa x ou y incorreta.

Conheça as obras da Editora Foco IMG_20160810_150725

 

350 DICAS DE ÉTICA PROFISSIONAL – CONHEÇA!

WhatsApp Image 2017-09-29 at 13.28.36

No entanto, a vida de estudante/concurseiro não é fácil. Temos dinheiro para tomar um porre na cervejada do Centro Acadêmico mas não temos dinheiro para comprar um livro bom.

Então qual a saída: Muitas bibliotecas de Universidades possuem este livro. Mas o ideal é ter o seu! Cueca você empresta? Eu adoto a mesma “política” de empréstimos aos meus livros (risos). O investimento é baixo perto do retorno. No SEU você poderá riscar, pintar, marcar, fazer menções e anotações. O da Biblioteca, em tese, não (muitos criminosos – crime de lesão ao patrimônio – fazem isso. Tsc tsc tsc).

Então, como você está lendo até agora… lhe darei um bônus. Na compra de qualquer livro diretamente no site da editora (eu disse qualquer, não precisa perguntar se a senha serve para o livro que você quer comprar para o concurso do INSS, da Magistratura, etc etc… mas se for te fazer feliz, pode perguntar).

Ao escolher o livro e clicar em COMPRAR você será remetido para uma página do tipo “Carrinho de Compras”. Basta inserir a senha, que transcreverei entre aspas abaixo (não filho, não é pra colocar com as aspas), no campo CUPOM DE DESCONTOS:

saviodesconto

Bom, aí já são 30% off não cumulativos para o seu orçamento! (o site calcula automaticamente).

 

Por fim, mesmo realizando sistematicamente a aplicação, através de resolução de exercícios à medida que se avança nos estudos, é importantíssimo a realização de simulados. A diferença é nítida: No simulado você não conferirá o gabarito na sequência (logo após responder a questão) nem mesmo verá a fundamentação. Reserve o mesmo tempo de prova que você terá no dia da sua prova. Certifique-se de que ninguém irá te “atormentar” neste espaço precioso de tempo. Procure uma cadeira tão “confortável” quanto a que te aguarda no dia da sua prova. Se achar necessário, veja se na sua faculdade existe um cantinho pra isso (com uma carteira, por exemplo). Faça o simulado inteiro (Este simulado poderá ser provas passadas, simulados disponibilizados por cursinhos ou, se for o caso, peça ao seu professor para produzí-lo)

Sugiro que conheçam o curso preparatório de 1ª. Fase FOCO (CLIQUE AQUI) com um grande time de professores, todos com grande destaque na área e no mercado.

Ao final, faça a correção. Identifique os motivos que te levaram a errar a questão e REFAÇA a prova fundamentando cada uma das questões. Tenha certeza que você não irá perder tempo… muito pelo contrário, a chance de errar novamente a mesma questão será próxima do ZERO!

Revisar: Após as 5 etapas acima, considerando o APLICAR e CORRIGIR em único campo, voltemos ao REVISAR, pois será prática a ser inserida como rotina na sua vida!

Revise sempre. Revisite a matéria. Leia suas anotações. Acima, mencionei no texto o livro SUPER REVISÃO  da Editora Foco. Nele você encontrará quadros de resumo de todas as matérias que caem no Exame. São pontos chaves. Conceitos rápidos e temas mais cobrados na prova. É uma dica preciosa! Ah… e você pode usar o cupom de descontos (mas você já sabia, Rs)!

 

 

Não deixe de conferir outros excelentes livros de preparação para o Exame de Ordem – CLIQUE AQUI!

Espero que tenha contribuído, o mínimo que seja, com você que acompanha o blog. Se é seu primeiro contato, curta nossas páginas e demais redes sociais. Fique por dentro do que tratamos por aqui.

Nosso próximo post será sobre a hora do estudo. Algumas dicas preciosas sobre o momento mais solitário, e ao mesmo tempo importante, que teremos nesta jornada que nunca se encerra (mas nos traz glórias pelas conquistas).

Bons estudos, fique com Deus!

 

Savio Chalita (Curta a Página – www.facebook.com/profsaviochalita)

 

Twitter

Facebook

Instagram

 

Tags:

You Might also Like

Editora Foco