Type to search

Dicas para a Prova da 2ª Fase OAB – Civil

Sem categoria

Dicas para a Prova da 2ª Fase OAB – Civil

Dicas para a Prova da 2ª Fase OAB – Civil

 

Prezados, olá!

Aqui vai mais um texto sobre aquilo que mais tem caído nas provas da OAB (2ª fase/Civil).

Lembrando que nossas análises conduzem à sistematização dos estudos (foco) – principalmente considerando-se o curto espaço de tempo entre a prova objetiva e a dissertativa – mas isso não significa que os candidatos possam “ignorar” as demais matérias constantes do edital.

Vamos lá!

Nossa primeira dica é: não adianta ficar só na lei seca!

Como havíamos alertado anteriormente, a partir do Unificado XI, os editais passaram a exigir conhecimento jurisprudencial. E, para esta próxima prova, isso continua valendo (vide item 3.5.12. do último edital – “As questões da prova prático-profissional poderão ser formuladas de modo que, necessariamente, a resposta reflita a jurisprudência pacificada dos Tribunais Superiores.”).

É importante ficar atento para esse detalhe porque alguns exames têm exigido conhecimento acerca de entendimentos sumulados pelas Cortes Superiores (exemplo: Unificado XV[1]).

Daí porque recomendarmos um estudo que vá além da mera leitura da legislação (neste ponto, os livros FOCO podem ajudar bastante).

Quanto aos tópicos mais corriqueiros, temos o seguinte.

Na parte das questões, indicamos os seguintes temas: (i) ausência; (ii) defeitos e invalidades dos negócios jurídicos; (iii) mora; (iv) sucessões; (v) tutelas específicas do art. 461, CPC; (vi) ação de execução; (vii) recurso especial; (viii) direito do consumidor; (iv) casamento, principalmente no que diz respeito à separação consensual e divórcio; (x) juizado especial; (xi) direito de vizinhança; e (x) cláusula penal.

No último exame (Unificado XVI), tivemos perguntas que envolviam as matérias “casamento” e “sucessões”; ou seja, dentro de nossas “previsões”.

Quanto às peças judicias, costumamos apontar o seguinte quadro:

PEÇAS Quantas vezes já caiu
Apelação 14
Possessórias 13
AI 13
Indenizatória 12
Cautelares em geral 12
Monitória 5
Execução 3
Contestação 4
Revisional de aluguel 3
Embargos de terceiro 3
Embargos à execução 2
Consignação em pagamento 2
Ação de Alimentos 2
RESP 2
Outros 23
TOTAL 113

 

E, sem dividir a matéria específica, mas levando em conta apenas o tipo de peça:

PEÇAS (sem distinguir matéria) Quantas vezes já caiu
Iniciais 76
Apelação 14
AI 13
Contestação 4
RESP 2
Outros 4
Total 113

 

(lembrando que estas informações levam em conta as peças aplicadas desde o exame nº 106 da OAB/SP até a última prova unificada da FGV)

A banca, a bem da verdade, tem se mostrado imprevisível.

Antes (até o exame XIII), a FGV evidenciava tendência em priorizar as iniciais. Nos dois exames posteriores, contudo, os recursos vieram com tudo (Agravo de Instrumento no Unificado XIV; e Recurso Especial no Unificado XV. E, agora (Unificado XVI), foi a vez da contestação!

Observe-se que a FGV nunca tinha exigido a elaboração de uma contestação antes. Aliás, tal peça só caiu 03 vezes, desde o Exame 106. Ou seja, a banca examinadora vem surpreendendo!

Assim, todo o cuidado é pouco. Foco e sistematização são características importantes, que devem, sim, servir de base para a construção dos estudos. Contudo, como visto, não podemos deixar de lado aquilo que não costuma cair.

A melhor dica é: esforço e dedicação; a conquista virá!

Boa prova!

Prof. Denis Skorkowski – @denisskor

Professor assistente-corretor da 2ª fase civil do IEDI

Prof. Caio Oliveira – @oliveiracaioces

Professor assistente-corretor da 2ª fase civil do IEDI

Prof. Luís Fernando Pereira Cavalcantecavalcante.direito@gmail.com

Professor assistente-corretor da 2ª fase civil do IEDI

 

[1] Confira os comentários que fizemos à época: https://comopassarnaoab.com.br/2015/03/18/comentarios-processo-civil-1a-fase-xvi-exame-de-ordem/ ou http://dellore.jusbrasil.com.br/artigos/174522155/comentarios-a-1-fase-da-oab-exame-xvi?utm_medium=twitter&utm_source=jusbrasil&utm_campaign=socialsharer&utm_content=artigo

Editora Foco